Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘relacionamento’

Apresentei no dia 24/08 uma palestra na Esalq-USP sobre minha experiência profissional. Foi um convite, pela terceira vez, do Prof. Paulo Machado, do departamento de zootecnia. Como nas vezes anteriores, a experiência foi muito boa, pois tenho cada vez mais certeza que “passando o que sabe, você aprende o que ensina” (Cora Coralina).

Veja os slides.

Fiz algumas anotações dos pontos principais, abaixo.

Quem sou eu

Pai, corredor, blogueiro, empreendedor, agronômo. Apreciador de cafés especiais, cervejas artesanais, bom vinho, boa gastronomia, e é claro, uma ótima carne bovina. Gosto de tecnologia, gadgets e internet. Adoro livros, em especial de negócios. Como disse um amigo numa entrevista certa vez, estou tentando descobrir quem sou eu.

Sobre a AgriPoint

Rede de comunidades online focadas em segmentos do agronegócio (carne, leite, café e ovinos/caprinos). Mais de 165 mil usuários cadastrados, crescendo 3.000/mês, de mais de 100 países. Nosso forte: conhecimento e relacionamento nesses setores que atuamos. Realizamos eventos presenciais desde 2001, com grande sucesso. Desde 2000, realizamos cursos online, com mais de 130 realizados e 12.000 inscrições.

Minha experiência na Esalq-USP

Me formei em 2001 (entrei em 1997). Minhas áreas de interesse eram pecuária de corte e economia/administração. Em 99-2000, passei um ano no Arizona, como aluno de intercâmbio, que foi uma experiência e tanto (inesquecível), que recomendo a todos, por ampliar visão de mundo, ganhar conhecimento geral, experiência com outras culturas. Saindo da palestra uma menina veio me contar que voltava de 3 semanas na China, como bolsista. Fique com uma inveja boa. O que mais aprendi na Esalq foi: relacionamento, comunicação e ser mais extrovertido.

O que venho aprendendo depois que saí da faculdade

A melhor escola é da vida, mas é a que cobra mais caro, já dizia um velho amigo do meu pai. No trabalho, no dia-a-dia é onde você aprende o que há de mais valioso. Mas geralmente esse aprendizado vem com os erros, que podem te custar caro: seu emprego, sua imagem, seus cabelos, seu sono. Mas o pior de tudo é não aprender com um erro. Como disse Jim Collins: uma crise é uma coisa muito ruim de se desperdiçar.

Ter metas e planos por escrito faz (muita) diferença. Isso era uma coisa que não acreditava muito, mas é incrível como funciona. Quem tem muito sucesso, invariavelmente tem seus planos no papel. Christian Barbosa não se cansa de dizer isso.

Procurar se conhecer mais, e trabalhar para ser aquilo que podemos ser, desenvolver nossas características únicas, em seu máximo, é muito melhor (em todos os sentidos) do que tentar copiar alguém. Isso eu aprendi na vida, na terapia e ouvindo o audiolivro Quando Nietzsche chorou.

Pense grande, pois dá o mesmo trabalho que pensar pequeno :-) O problema de pensar pequeno é que pode dar certo.

Aprenda tudo que puder sobre vendas e negociação. Por mais que você queira negar, fazemos isso todo dia, várias vezes. Esse é um tema neglicenciado na faculdade, muitas vezes até “proibido”.

Procure ter alguém como conselheiro, mentor. Uma maneira de você conversar com uma pessoa mais experiente, que pode te ajudar a fazer você chegar onde quer. Eu imagino que aqui o objetivo é sair com melhores perguntas e não com respostas.

Todo projeto depende de: planejamento, execução e também acaso. Essa eu aprendi com o Carlos Alberto Júlio. Tem gente que acha que é só planejar, que as coisas acontecem “automaticamente”. Ledo engano. Plano fraco com execução forte tem mais chances de sucesso do que o inverso. E tem gente que esquece que sempre tem o acaso, sorte ou azar, ajudando ou atrapalhando no resultado.

“Mais importante do que querer vencer, é querer treinar” Bernardinho. Todo mundo quer as glórias da vitória, mas poucos querem pagar o preço. Acordar cedo, treinar longas horas.

Aprenda e escrever artigos, posts, o que for. Quem escreve bem, pensa melhor. Tenha um blog – para pensar, para ensinar, para aprender, para conhecer novas pessoas. Contei que conheci meu amigo Eduardo Carvalho pelo blog dele.

Aprenda a falar em público, para uma pessoa, ou para mil. É uma habilidade que vai te ajudar muito.

O sucesso é proporcional a sua disposição em encarar situações que te tiram da zona de conforto.

Algumas dicas rápidas, a maioria de livros e leituras:

  • Lembrei do post do Marc Andreessen sobre contratação – energia, curiosidade e ética são fundamentais.
  • O que você tem de especial, de diferente, de notável? Uma pergunta que resume o ótimo livro Vaca Roxa, do Seth Godin.
  • O sucesso demora para chegar (quando chega). Só quem está disposto a pagar esse preço vê o outro lado do vale (livro The Dip).
  • Conhecimento, relacionamento e querer o bem dos outros são três pilares do sucesso profissional (livro Amor é a melhor estratégia).
  • Ter foco é como cuidar de uma fogueira. Se você tenta acender várias ao mesmo tempo, pode acabar com frio.
  • Conceito do porco espinho: encontre algo que saiba fazer muito bem, goste de fazer e tenha alguém querendo te pagar por isso. (livro Good to great)
  • O que é sucesso: lucro, aprendizado, satisfação do cliente e inovação – de uma conversa por telefone com Ricardo da BizRevolution (eu inclui também diversão).
  • Uma boa maneira de medir sua eficácia é se perguntar: o que entreguei/despachei hoje. Ou seja, qual foi o resultado real do meu trabalho. Outra forma é se perguntar: estou ocupado ou produtivo?
  • Não faço, nem pretendo fazer MBA. Procuro aprender e me atualizar fazendo 3 coisas: lendo, conhecendo pessoas e participando de 2 eventos curtos por ano. Vale a pena ver o site Personal MBA.No domingo anterior a palestra, li a frase “Trying to suck less daily” – melhorando apenas um pouco todo dia, podemos ser muito melhores (no blog do Loic Le Meur).
  • Marcar uma conversa, um café, com pessoas especiais, de grande sucesso, pode ser muito mais fácil do que se imagina. Basta tentar. Esteja aberto a conhecer pessoas aleatoriamente. A sorte pode te ajudar.
  • Use mapas mentais par aanotar suas ideias – é fácil, rápido e ajuda muito. Anote tudo que puder em reuniões, conversas e aulas. Anotar te ajuda a fixar agora e a se lembrar depois.
  • Ensinar é a melhor forma que conheço de aprender. Por isso fui lá fazer uma palestra.

As perguntas dos alunos, que achei muito boas. Abaixo duas:

  • Para que serve o Twitter? Não sei ao certo, mas pode servir para falar com grandes audiências e receber feedback. E eu ganho várias visitas no blog graças ao twitter. Me acompanhe aqui. :-)
  • Como gerencio meu tempo? Sugeri ler o livro GTD do David Allen e Tríade do Tempo do Christian Barbosa.

Obrigado a todos e em especial ao Prof Paulo Machado, pelo convite e oportunidade. Se você quer ver os slides no Slideshare, acesse aqui.

Trying to suck less daily.
Anúncios

Read Full Post »

confissoes-mulher-empreendedor-inc-cover

Li nesse sábado um texto bem longo e excelente escrito pela esposa de um empreendedor, que dedicou 5 anos de sua vida a construir um negócio. O texto é muito bom e vale muito a pena.

Alguns pontos que mais me marcaram, e que quero evitar:

  • o cara só pensava em trabalhar
  • a empresa faturava, cada vez mais, sem dar lucro
  • a filha dele reclamava e depois se acostumou com a ausência do pai
  • a empresa faliu, mesmo tendo uma aceitação grande no mercado
  • cada vez trabalhando mais, e vivendo menos
  • empreendedores, na correria, tendem a perder o interesse pelas pessoas

Minhas lições, reforçadas ao ler o texto:

  • saiba aonde quer ir
  • a vida não é só trabalho
  • o trabalho é um jogo
  • coisas ruins acontecem, e vão acontecer de novo
  • esteja preparado para tudo (assim não há surpresas)
  • faturamento sem margem é bobagem
  • fazer listas e dar dicas é fácil, seguir e conseguir é bem difícil :-)

Li agora há pouco, outro texto, dessa vez do Christian Barbosa, sobre empreendedorismo e gestão do tempo, que também é muito bom. Recomendo.

A dica do artigo da INC, foi do Julio, do Digestivo.

Read Full Post »

Como se manter atualizado nos dias de hoje, esse foi o tema da minha palestra na Arm Rebel em março, a convite do Ricardo Jordão da BizRevolution.

Eu já fiz um post resumindo o que falei por lá, acho que vale a pena ler. Daí você avalia se te interessa assistir essa sequencia de vídeos do youtube.

Read Full Post »

Acabo de ler um post do John Spence, em que ele comenta, entre outras coisas, a palestra do Ram Charam no seminário GrowCo, organizado há poucos dias na Flórida, pela revista INC.

A lista de dicas é pequena, mas valiosa:

  • Caixa é rei. Proteja o caixa da sua empresa.
  • Relacionamento com cliente é fundamental. Em tempos difíceis, entender o que seu cliente precisa é mais do que importante. Se aproxime, o máximo que puder, dos seus clientes.
  • Foco é essencial. Descubra onde você cria valor real e onde alavanca seus negócios. É aí que você precisa focar.
  • Envolva e inove. Coloque suas melhores pessoas para trabalhar de forma constante para melhora a forma como você faz negócios e se relaciona com seus principais clientes.

Sou fã do John Spence há algum tempo. Ele tem uma capacidade incrível de resumir e explicar o mais importante. E nesse caso, as dicas dele são valiosíssimas. É preciso apenas colocá-las em prática.

Em tempo, gosto muito da revista INC. O seminário GrowCo era uma das minhas possibilidades de eventos a comparecer em 2009. Acabei optando pela Web 2.0 Expo, na semana que vem em San Francisco. E pretendo ir na INC 500 em setembro, que também é organizado pela revista INC.

Read Full Post »

miguel-cavalcanti-armrebel

Fiz, na sexta a tarde, uma palestra para o pessoal da ArmRebel, sobre minha experiência pessoal de aprendizado nas áreas: conhecimento, relacionamento e auto-conhecimento.

Foi uma oportunidade interessante e uma forma de rever conceitos e ideias minhas a respeito de como aprender, como aplicar o que aprende, e principalmente como viver melhor.

A palestra teve como título “Como se manter atualizado, sem se perder, e ainda ser feliz…” e o subtítulo “Se alguém souber, me conte…

Veja os slides.

Abaixo um pequeno resumo do que apresentei por lá. Em breve eles vão colocar um vídeo com a palestra na íntegra.

Conhecimento

1- Leitura de livros

Gosto muito de ler e isso tem me ajudado muito a aprender mais. Acredito que livros são um dos investimentos com melhor custo benefício em relação a dinheiro investido e retorno em conhecimento.

Algumas de minhas sugestões:

  • Arte do começo
  • Execução
  • Amor é a melhor estratégia
  • Feitas para vencer
  • A arte de fazer acontecer
  • Tríade do tempo
  • Dedique-se de coração

2- Leitura de blogs

Uso o Google Reader para acompanhar blogs que gosto, inclusive o BizRevolution, do Ricardo Jordão. É uma maneira fácil e prática de se atualizar dos seus interesses, tudo em um só lugar. Às vezes, quando acumula, “marco tudo como lido” e deixo recomeçar.

3- Audiolivros

Comecei a usar audiobooks recentemente e tenho gostado muito. Aproveito muito melhor o tempo que passo dentro do carro, viajando ou no trânsito. No ano passado, por exemplo, escutei o livro “Mundo é plano” em apenas uma semana.

4- Twitter

Muita gente critica e poucos entenderam como funciona. Eu gosto, pois me dá acesso a links e novidades de pessoas muito inteligentes e antenadas. O segredo, difícil de seguir, é acessar 1-2 vezes por dia, no máximo. Me “siga“.

5- Palestras

Fazer palestras requer uma preparação enorme. Por isso te ajuda a aprender muito, até sobre coisas que você já sabe. Preparar essa palestra foi muito bom, pois me forçou a refletir sobre meu dia-a-dia, como estudo e como uso meu tempo, na vida pessoal e profissional. Pela primeira vez, coloquei uma foto do meu filho num slide.

6- Escrever um blog

Escrever um blog tem me ajudado a aprender muito mais. Quando escrevo um resumo de uma palestra ou de um livro, preciso investir 10-20% a mais de tempo e consigo aprender muito mais do que quando apenas “assisto”. Escrever também me ajuda a colocar em prática, em ação, o que aprendo. Além disso, no blog já conheci pessoas interessantes, com interesses comuns, que não conheceria de outra forma.

Contei inclusive que um dos meus melhores amigos, Eduardo Carvalho, eu conheci pelo blog dele. Daí pensei: se eu conheci esse cara porque ele tinha um blog, devo estar perdendo oportunidades de conhecer outras pessoas porque eu não tenho um. Foi um empurrão extra para montar o meu. Tem valido muito a pena.

Relacionamento

7- Café

Não tenho vergonha ou receio de convidar para um café, para conhecer e aprendermelhor, pessoas que admiro. O próximo que devo conhecer assim é o Ben Casnocha, na minha viagem para San Francisco, no final desse mês.

8- Eventos e cursos

Participar de cursos e eventos, selecionados e especiais, pode ajudar muito a conhecer pessoas diferentes, cultas e com boa cabeça. Tem sido uma forma interessante de expandir meus contatos.

9- Aleatório

Estar aberto a conhecer pessoas aleatórias, que por acaso estão próximas de você, pode render bons frutos. Às vezes você pode conhecer um idiota, mas vale o risco. Eu já conheci, do meu lado no avião, o presidente da rede Bretas de supermercados e o Mr. Manson, guru do marketing viral e prega-peças nos jornalistas brasileiros.

10- Porque vim aqui hoje?

Sempre que ensino, também aprendo. Disse isso a eles. Ir na ArmRebel conversar também é uma forma de aprendizado, até de assuntos específicos. Eu, por exemplo, queria aprender mais sobre como eles faziam os vídeos de produtos e de palestras.

Auto-conhecimento

11- Terapia

Contei que faço terapia há pouco mais de um ano e isso tem me ajudado muito. A me conhecer melhor, a entender meus pontos fortes e fracos. A ir mais longe.

12- Corrida

Outra coisa que gosto muito de fazer é correr. Acho que é mais do que um esporte, uma atividade física, que me ajuda a me manter em forma (ou quase). É uma atividade que faz bem para a cabeça. Fico menos estressado, esvazio a cabeça quando corro. E tenho ótimas ideias. Contei que já “escrevi” artigos inteiros correndo. Me lembrei agora que o discurso da minha formatura, lá em 2002, também foi “feito” correndo.

Dicas

Mapas mentais

Tenho usado mapas mentais como uma ferramenta para brainstorming solitário e rascunho de ideias. Me ajuda a tirar tudo da minha cabeça e depois a organizar os tópicos. Depois de ter listado e mapeado tudo que quero fazer, passo para um próximo passo que é escrever.

Anote tudo

Lembrei de um anúncio de uma marca de caderno dos EUA, que o slogan é algo assim “Anoto para me lembrar depois. Anoto para me lembrar agora.” Isso é muito verdade comigo. Sempre, em qualquer tipo de reunião, levo me caderno e anoto. Me ajuda a fixar ideias e a pensar com mais clareza. Além disso, acho que passa uma imagem de seriedade e de que você se importa com o que a outra pessoa pensa.

The Dip

Mostrei o gráfico que resume o livro The Dip, do Seth Godin. O sucesso demora para chegar. E existe recompensa para quem chega do outro lado, pelo fato de poucos chegarem lá.

Conceito do porco-espinho

Já escrevi sobre esse conceito no blog Piapara. É uma recomendação do livro Good to great, do Jim Collins, que fala para você se perguntar três coisas. O que eu faço muito bem? O que eu gosto muito de fazer? O que o mercado está disposto a pagar para eu fazer? Pessoas e empresas de sucesso conseguem juntar as três coisas.

As perguntas

As perguntas e comentários da turma foram muito bons. Me perguntaram sobre corrida, sobre ter um blog, sobre exposição excessiva. A turma participou bastante. E eu gostei bastante da experiência.

E também fizeram vários comentários bacanas, aprendi coisas interessantes. Uma das mais legais foi a explicação do Lala, o apresentador da maioria dos vídeos da Arm, do porque a corrida me ajuda a pensar. Ele contou que há estudos comprovando que a atividade física aumenta a capacidade de retenção de informações, pelo aumento da circulação sanguínea.

Integrando as três partes

Escrevendo agora, pensei que vários dos pontos acima, estavam em mais de uma esfera. Daí pensei em fazer o diagrama abaixo. Por exemplo: meu blog me ajuda a aprender, a conhecer mais pessoas e a me conhecer melhor. Acho que faz mais sentido assim.

090306_palestra_armrebel

Links sobre essa palestra, em outros blogs

Bizrevolution

Think Outside Br

Arm Rebel

Read Full Post »

Maria Lúcia Moraes, amiga da família há décadas, fez uma palestra na AMCHAM há algumas semanas muito bacana sobre redes de relacionamentos. Infelizmente não pude ir, mas ela colocou a apresentação no slideshare.

Os principais pontos, na minha opinião, da palestra dela:

  • bons relacionamentos podem abrir portas, ou encurtar a fila
  • relacionamento só existe quando você também ajuda o outro
  • pense em qualidade, diversidade e quantidade
  • você precisa gostar (realmente) de gente
  • se dedique a seus relacionamentos
  • tenha um blog

Eu acho que a chave para ser bom em relacionamentos é estar disposto a ajudar os outros.

Veja a apresentação completa abaixo:

PS: tem uma citação ao meu blog, de uma forma até engraçada. :-)

Read Full Post »

Assisti nesse final de semana o DVD do filme Viagem a Darjeeling, do diretor Wes Anderson. Um filme excelente sobre uma viagem de três irmãos americanos à Índia, depois da morte do pai. O bacana do filme são os personagens complexos e cheios de problemas e nóias. A viagem deveria ser “espiritual”, mas acaba sendo várias outras coisas.

expresso-darjeeling

Ri muito durante o filme e lembrei de bastante coisa do meu relacionamento com meus irmãos. Gostaria de fazer uma viagem nesse estilo (em parte) com eles.

Algumas das passagens que mais gostei e me diverti.

– os irmãos brigam a todo momento (me pareceu muito familiar rs..).

– um dos irmãos escolhe o cardápio para os outros, que ficam chateados, mesmo não querendo pedir outra coisa.

– a escolha da cama no trem também é feita baseada na definição mais correta de “irmamente”.

– cada irmão tem sua doideira, seus problemas e isso incomoda os outros. Cada um se acha normal, e só vê os defeitos dos outros. Também é bem comum.

– os irmãos têm mini-segredos entre si, que contam, mas não a todos. Como era de se esperar, os segredos “vazam”.

– são constantes as zoações e implicâncias entre os irmãos.

expresso-darjeeling

O filme também tem algumas outras passagens hilárias, como “a briga” dos três e seus equipamentos, o engraxate de sapatos e sua malandragem, a forma imbecil de se eliminar um vidro de perfume indesejável e os constantes atrasos para se alcançar o trem, em cada uma das paradas. E também o aviso inusitado, de um dos irmãos, a esposa grávida de 7 meses e meio sobre a viagem.

expresso-darjeeling

poster-expresso-darjeeling

Me diverti a beça. Eduardo, obrigado pela dica, finalmente chegou em DVD, em Piracicaba. As imagens são do site AdoroCinema.com.

Read Full Post »