Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Eduardo Carvalho’

Assisiti agora a uma entrevista sobre o Kindle, no youtube da TV Cultura, com o aparelho do meu amigo Eduardo Carvalho. Achei bem interessante, por conseguir explicar bem o produto, como funciona, vantagens e desvantagens. Assista ao vídeo da entrevista:

Alguns comentários meus:

  • O maior concorrente hoje é o Nook, da Barnes&Noble, com 500 mil livros de graça e possibilidade de emprestar o livro a um amigo que tenha Nook
  • Ainda há espaço para um leitor exclusivo de livros, como o Kindle, pois nada substitui a leitura, sua experiência única. É o mesmo que achar que um filme substitui o livro, do mesmo romance. É diferente, e mesmo o filme sendo muito mais rico (som e imagem) é difícil encontrar alguém que gostou mais do filme do que do livro. Na leitura você imagina, você inventa, você reflete. Acho que isso é único, e valiosíssimo.
  • O tablet, em especial o da Apple, pode ser o grande concorrente do Kindle da Amazon, por servir como um produto "bom o suficiente" para ler livros, e excelente para fazer muitas outras coisas, como acessar web, email, skype, ver vídeos, etc etc.
  • A grande guerra será a dos formatos dos arquivos de e-book. Eu quero comprar um livro sem DRM, como a O’Reilly Media já faz (e muito bem). Mas as editoras não querem pirataria. Acho que a Amazon ainda não alcançou o equilíbrio entre as duas coisas (protege mais a pirataria, mas não dá flexibilidade justa de uso a quem compra o livro).
  • As fronteiras geográficas vão diminuir muito ainda. Hoje tem livros em formato ebook que estão disponíveis na Amazon para quem mora nos EUA, mas não para quem mora no Brasil. O mesmo não ocorre com o livro impresso, e para mim não faz sentido isso continuar. Até porque burlar não é difícil :-)

Se você quer ver o que o tablet vai conseguir fazer, veja esse outro video:

Uma revolução no mundo das revistas, por exemplo.

Falando em livros eletrônicos, Jorge Carneiro, presidente da Ediouro, deu uma entrevista muito lúcida e inteligente para o jornal Meio&Mensagem da última semana. Gostei muito. Ele disse que não entram em negócios só no achismo, mas também estão certos que o Kindle e outros livros eletrônicos vieram para ficar. Fiquei com a impressão de que ele está conseguindo juntar pés no chão com a cabeça nas últimas tendências. Difícil ver isso hoje em dia. Reforçou a imagem positiva e amigável que tive dele num almoço durante a HSM Expomanagement.

Para ir além, resenhas sobre o Kindle, de três amigos meus, que também têm um, e entenderam o negócio:

Anúncios

Read Full Post »

viralzinho

Há umas duas semanas, participei, sem querer, de um “viralzinho”.

Leo Kuba escrveu um ótimo post sobre empreendedorismo. Eu li e gostei muito. Resolvi escrever um post resumindo os pontos, linkando para o blog dele e colocando minha opinião. No mesmo post linkei para uma outra lista sobre negócios, feita pelo Eduardo Carvalho, no ano passado, que é um clássico. Até aí, nada demais.

O que aconteceu depois? Fábio Seixas leu o post e clicou na lista do Edu. Foi parar no blog dele e gostou demais da lista (que é excelente mesmo). Daí ele colocou no twitter dele, que tem “míseros” 6.700 seguidores. Não é que os leitores do twitter do Fábio gostaram do post do Edu e enlouqueceram de retwittar o link. Daí virou uma loucura, dezenas e dezenas de pessoas retwitaram sobre a lista com 30 dicas para montar um empresa. Várias pessoas blogaram sobre a lista. Foi parar até na página “popular” do Delicious.

Acho que o Edu e o Leo tiveram um aumento muito grande no número de visitas e seguidores no twitter, graças a essa forcinha do Fábio.

Minhas lições dessa experiência:

  • Power users do Twitter, como o Fábio Seixas, tem um grande poder de disseminar informação.
  • Está cada vez mais fácil e rápido de se espalhar informação que você considere relevante ou interessante. Poucos blogam, mas muito twittam.
  • Produzir conteúdo de uma forma que as pessoas gostem de falar sobre, ajuda muito.
  • Informação de qualidade, diferente, especial, memorável tem um poder ainda maior. Não adianta você tentar convencer o Fábio Seixas a twittar seu blog, mesmo que ele twitte, se não for memorável, ninguém vai retwittar.
  • Invista seu tempo, inteligência e dinheiro produzindo esse tipo de conteúdo. Mais cedo ou mais tarde, seu público vai te achar.

O que você pode fazer, depois de ler esse post:

O título do post é uma homenagem e brincadeira com a Espalhe, empresa que admiro e me divirto com as ações deles (a imagem que ilustra também é deles). Você também pode seguir o Gustavo Fortes, sócio da Espalhe.

Read Full Post »

young-entrepeneurs

Meu amigo Leo Kuba escreveu um curto e excelente post resumindo 10 lições que ele aprendeu na vida sobre empreender. Eu gostei muito do texto dele, concordei com todos os pontos. Abaixo eu listo os pontos, sem copiar as lições dele (para que você visite o blog dele e conheça mais).

  1. Convicção
  2. Perfil x Valores
  3. Aprendizado Horizontal
  4. Persistência
  5. Vocação
  6. Cuidado com produtos muito inovadores
  7. Acelere!
  8. Networking do bem
  9. Negócios paralelos x Foco
  10. Aconselhamento tributário e jurídico

Acho que ele acertou em cheio, colocando pontos sobre perfil pessoal, atitudes e dicas práticas fundamentais. Se você gostou dessa lista, também vai gostar da lista de 30 dicas para montar uma empresa do Edu Carvalho.

Uma das coisas que procuro fazer todos os dias é aprender alguma coisa nova (e relembrar boas que já sabia/aprendi). Hoje fiz isso de diversas formas.

Para ir além: @leokuba e @eduacarvalho. Divirta-se e bons negócios! :-)

Crédito da foto.

Read Full Post »

flow

Acabei de ler um texto antigo e excelente do Eduardo Carvalho, no Digestivo Cultural, sobre aventuras.

“Se alguém me perguntasse qual a utilidade de escalar, ou de se tentar escalar o pico mais alto do mundo, eu seria obrigado a responder ‘nenhuma’. Não há nenhum objetivo científico a ser alcançado; e simplesmente a satisfação do impulso de realização, o desejo indomável de ver o que jaz além, que sempre pulsa no coração do homem”.

Me lembrei de um livro de 1990, chamado Flow, que foi publicado no Brasil com um título ruim (Psicologia da Felicidade) e esquecido. Nos EUA é bestseller e comentado até hoje. Comprei uma edição paperback o ano passado quando estava por lá e adorei o livro, que fala sobre a “psicologia da experiência ótima”.

O autor de nome bem difícil (Mihaly Csikszentmihalyi), estuda o que são, e como funcionam as atividades que dão mais alegria ao ser humano. Varia de pessoa para pessoa, de país para país, de cultura para cultura. Mas a estrutura, o perfil da atividade e as sensações que trazem, são muito parecidas em todo o mundo.

Me animei a escrever um resumo, para despertar o interesse do pessoal. Em breve por aqui.

Read Full Post »

vaca_roxa

Hoje no início da noite fui conversar com o pessoal da Sabiá, sobre o que li, aprendi e mais gostei sobre o Seth Godin, a convite do Eduardo Carvalho. Foi uma conversa bacana, inteligente, sobre um tema que gosto muito: marketing com Seth Godin.

Resolvi tentar fazer um resumo rápido das principais idéias aqui, que considero mais relevantes.

Sobre internet

  • Internet dá cada vez mais poder ao consumidor.
  • Com a internet, blogs, redes sociais, e twitter, fica cada vez mais fácil encontrar pessoas como você, mesmo que distantes geograficamente.

Sobre fazer palestras

  • Tenha um bom PowerPoint, use poucas palavras, use boas imagens, não use como tele-prompter, não leia os slides.
  • Converse com seu público, mas com muita emoção.

Sobre livros e música

  • Livro é souvenir. Vende pelo produto, pela ligação, pelo símbolo. O conteúdo muitas vezes está online, de graça.
  • Música é um mercado de fã-clube, de experiências, de relacionamento, de tribos. Não se ganhará mais dinheiro vendendo CDs.

Sobre marketing

  • O que tem valor é escasso, e vice-versa.
  • interrupção não – propaganda que interrompe e não relevante não funciona cada vez menos.
  • permissão sim – propaganda relevante, para seu público, funciona cada dia mais.
  • crie um produto marcante, especial, único (vaca roxa), que os clientes aparecerão.
  • faça com que seus produtos vaca roxa tenham características que tornem fácil falar sobre eles, mostrar, contar, divulgar, explicar. Ninguém fala de idéias e produtos chatos ou complexos. Torne-os virais.
  • Não fale de atributos ou benefícios, conte histórias, que tenham relação com o seu público alvo, e que muito provavelmente não vão agradar a quem não é seu público alvo.
  • Escolha seu nicho. Tentar vender para todos é a maneira mais fácil de não vender para ninguém.
  • O sucesso está nos extremos, nos nichos. Os carros em falta hoje nos EUA são extremos: Hummer, Mini Cooper, Tesla.
  • Não tente usar as novas técnicas de marketing (internet, interação, participação) com um velho mindset (controle, produtos médios para a massa da população).
  • Tenha um blog para que as pessoas conheçam você, seu trabalho, suas idéias. Daí você pode vender, arrumar emprego, trabalho.

Sobre vendas

  • Um bom produto se vende sozinho.
  • Como fazer um livro best-seller? Venda um livro, para alguém que adore seu livro e comece a fazer propaganda boca-a-boca.

Sobre sucesso e fracasso

  • Vencedores também desistem, e perdedores também são persistentes. O segredo está em escolher onde persistir e onde desistir. Escolha onde você pode, quer, acredita ser o melhor do mundo. O seu mundo, seu nicho, seu espaço.
  • A dificuldade de alcançar o sucesso (The Dip) é o que vai separar os vencedores da massa. Vai criar escassez, vai premiar os vencedores. Quanto mais longo e fundo a “barrigada” do esforço X resultados, maior o prêmio de quem ultrapassa o vale.
  • Tenha paciência. O sucesso demora, para chegar, mais do que alguns dias ou semanas.
  • Ser pequeno é bom. Pequeno pode significar rapidez, flexibilidade, baixo custo, intimidade com o cliente.
  • Tenha foco. Quem vigia dois fogões, dorme sem janta.
  • Faça o que gosta, ou aprenda a gostar do que faz. Quem tem sucesso, faz o que gosta (e não tem que fazer).
  • Se pergunte no início do dia: O que vou produzir hoje? Ou, o que vou despachar/entregar hoje? Pense em “entregar” um produto acabado todos os dias. Geralmente seu dia, por mais que tenha inúmeras ações, pode ser resumido em bem ou mal sucedido, ao se falar em 1-2 coisas apenas.

Sobre design de sites

  • Seja simples.
  • Seja objetivo. Apenas um objetivo por página. Ajude quem acessa a encontrar o que quer, e o que você quer.
  • Não confunda seu cliente-internauta-usuário.

E ainda, o famoso slide 78 da palestra Meatball Sundae.

seth_godin

E ele é o único guru de marketing que tem um personagem.

sethgodinactionfigure

Por último: melhor ser um ótimo comunicador, do que um teórico criador de teorias. Melhor saber explicar e facilitar a mudança, do que ser o especialista que estudou a fundo um tema, mas não sabe como transformar em informação útil, aplicável.

Read Full Post »