Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘produtividade’ Category

Essa semana, meu amigo Marcos Rezende lançou um pequeno e-book sobre meditação, para empreendedores. Marcos é um amigo que aprendi a admirar, inclusive pelas diferenças. Ele é vegetariano, e eu sou um amante da carne vermelha, além de trabalhar diretamente com esse setor. O respeito e a confiança foram duas coisas fundamentais para que essa amizade a distância se fortalecessem, como é de costume em qualquer amizade.

Voltando ao livro. É excelente. Curto e consistente, logo você absorve o conteúdo em pouco tempo. E tem várias chamadas para os pontos mais importantes. Marcos lançou o livro grátis para visualização/leitura online e pago (R$8,90) para download. Outro item que gostei, pois tenho interesse em aprender mais sobre como funciona esse mercado de bens virtuais, na prática aqui no Brasil.

Gostei muito do livro, pois considero o assunto fascinante e fundamental, além de não ser bom no que o livro ensina. Uma ótima oportunidade para aprender. Abaixo meus principais pontos sobre o livro.

  • Harmonia e equilíbrio são características fundamentais da vida. E nos esquecemos muito disso. Se quero produzir muito, fazer a diferença, obter resultados, é fundamental estar em equilíbrio.
  • A ansiedade é um grande problema na vida moderna, e eu tenho grandes problemas com isso. Aprender a meditar pode ser um ótimo caminho.
  • Meditar é voltar-se para o centro. Meditar é focar em algo. Meditar é presenciar o momento. É descansar a mente, esvaziar os pensamentos. É parar um pouco.
  • Há três vícios que a meditação pode ajudar a superar: indisciplina, falta de concentração e apego ao controle. Quando li isso, me dei conta que meditar pode me ajudar muito mesmo, em especial aos dois primeiros pontos. Sou nota quase zero em disciplina e concentração :-)
  • A meditação pode aumentar o auto-conhecimento por meio da auto-observação. Liguei na hora com o livro Desafiando o Talento, que estou lendo agora e gostando muito. As pessoas de alto desempenho fazem isso com frequência e método.
  • Gerenciar a si mesmo é o primeiro passo para a liderança. E se conhecer ajuda a compreender o outro.
  • Como meditar em um parágrafo: 20-30 minutos por dia, de manhã, sozinho, sentado, com coluna e cabeça eretas. Vai ser difícil no início, mas lembre-se dos três vícios que você pretende combater :-)

Lendo o livro, me lembrei que chego a estados semelhantes a meditação quando viajo sozinho, sem som, sem interrupções e quando corro. Por isso a corrida me faz tão bem.

Ler esse pequeno ebook me fez lembrar uma frase/conceito que acredito muito: “a recompensa é a jornada”.

Me lembrei também da pergunta do Tim Ferris: “Você é ocupado ou produtivo?” E me lembro que sempre que tenho bons resultados, estou no segundo estágio. E como é fácil se enganar, ficando ocupado e não produzindo. Eu tenho esse problema, e tentar compensar trabalhando muitas horas não tem funcionado.

Autoconhecimento, autocontrole, compreensão, descanso, relaxamento, foco, concentração, realização, tranquilidade, serenidade, compaixão, discernimento, são alguns dos benefícios conseguidos com a prática da meditação.

Marcos acredita que é possível ter mais negócios bem estruturados, simples, coerentes e responsáveis, por meio da mediação. Interessante e faz sentido.

Engraçado que para meditar, você não precisa fazer nada. E isso é o mais difícil :-)

Vou aplicar esses conhecimentos do Marcos, compartilhados no ebook, para aumentar meu foco, concentração, autoconhecimento.

A raiz de tudo o que agimos, está dentro de nós e somente tendo ação, fala, pensamentos e emoções alinhados é que conseguiremos conquistar a liberdade e a excelência do que somos.

Outro tema que me veio a cabeça ao ler esse livro foi o conceito de fluxo. Há um livro fantástico chamado Flow, que fala sobre desempenho ótimo. E há algumas semanas conversei com o Marcos sobre um produto que ele está desenvolvendo e ele me falou que todo negócio é um fluxo. Entender esse fluxo, melhorá-lo, torná-lo mais livre, como um rio, é uma grande reflexão. E é uma das coisas que quero aplicar nos meus negócios em 2010. Quero ajudar as coisas a fluírem melhor.

Meditar vai me ajudar a me tornar mais sereno. Não mais calmo ou menos enérgico. Acho que essa é a grande chave. Alta energia, com foco e tranquilidade. Não é fácil, mas vou em frente.

Você pode ler o livro online, abaixo.

Outra fonte sobre meditação, é o Grupo Amma, indicada pelo meu amigo Leo Kuba. Pretendo fazer um curso deles em 2010.

Anúncios

Read Full Post »

Participei, há duas semanas, da Expo Management 2009, o maior evento para executivos do Brasil. São três dias com palestras dos mais famosos gurus, especialistas e professores do mundo, em especial dos EUA. Interessante que um dos palestrantes que mais aguardava e que mais gostei foi o brasileiro Vicente Falconi, do INDG.

Falconi fala sobre método, processos, metas. E conseguiu mudar muito os resultados de muitas empresas de grande sucesso, como a Ambev, hoje AB-Inbev e também no setor público, como governo de MG e SP e fazendo trabalhos com o governo federal. O tema do Falconi é relativamente árido, não empolga muito, mas impressiona pelos resultados obtidos e pela sua lista de fãs. Marcel Telles, abriu sua apresentação, chamando-o de “meu guru”.

Gostei muito do talk-show ou entrevista do Falconi com o Carlos Alberto Júlio (ex-HSM, hoje presidente da Tecnisa). Veja os principais pontos e meus comentários abaixo.

  • Conseguiu colocar uma meta para cada um dos brasileiros em 2001, com o apagão e deu certo, porque era claro, específico. Provavelmente foi a primeira da história, bem sucedida.
  • A área nuclear foi quem trouxe a padrozinação para o Brasil. Imagine o que acontece quando não se tem padrão, processos nesse setor: Chernobyl.
  • Ele ainda acha que falta muito padrão e treinamento nas empresas brasileiras. Será que temos muito papel escrito, ou estamos trabalhando dentro dos processos, perguntou. Comentou que não ve diferenças nas necessidades entre setor de serviços e indústria, e é claro que o setor de serviços sente mais falta ainda de padronização.
  • Carlos Brito, da AB-Inbev: “nossa diferença é que fazemos o que todo mundo já sabe”. Impressionante, mas verdade. O sucesso é conseguir implementar o básico em larga escala e com excelência.
  • Um ótimo método de estudo de um livro, um assunto é o da “cumbuca”. Reúna grupos de 4-10 pessoas semanalmente, onde todos lêem um capítulo e se sorteia quem irá apresentar. Assim todos sabem do assunto, e a reunião é muito produtiva. Gostei, e vamos implementar isso na AgriPoint, por sugestão do Marcelo, no estudo do livro do Falconi.

Quais as metas mais importantes

  • Uma empresa é como um organismo vivo, é preciso de normalidade das funções básicas: temperatura, pressão, etc. Interessante, se você estiver com febre não consegue produzir. O mesmo ocorre com uma empresa. Gostei.
  • As metas para manter a situação da empresa são as mais importantes. São as metas que mantém as funções vitais da empresa funcionando normalmente.

Inovação x Melhoria contínua

  • Não dá para inovar em tudo, mas dá para melhorar em tudo. Ou seja, você pode conseguir uma inovação disruptiva em alguma área, mas precisa seguir melhorando aos poucos em todas as áreas.
  • Muitas vezes para inovar você precisa ir atrás de uma outra empresa, de outro setor, para copiar um detalhe, e implementar dentro do seu processo, junto com outras coisas que você inventa, ou copia de outras empresas. Achei interessante e me lembrei da Apple, que já lançou produtos de extremo sucesso que eram uma colcha de retalhos quando se avaliava a inspiração de cada uma das funcionalidades.

Informação X Ação

  • Informação não vale nada, é preciso agir em cima dessa informação. Estabelecer certo as metas é tão importante quanto ter metas. É preciso avaliar quão desafiadoras devem ser, e também se está sendo medido o indicador certo.
  • Líder é aquele que bate metas, com seu time, fazendo o certo. Essa é a definição do Falconi.

Cultura

  • É preciso reforçar a cultura de se enfrentar os problemas. Há muita gente que trata mal quem traz notícias ruins. Isso é péssimo para uma organização. Encarar a realidade é fundamental.
  • Implementar, na real, uma cultura como a da Ambev, leva no mínimo cinco anos, se for rápido. Não dá para pensar que se faz isso em três meses. O ser humano demora muito para aprender. Há uma curva de aprendizado, e empresa = pessoas. Básico, muito verdade e pouco encarado. Aprendizado vem da meta, do desconforto.

Processo X Pessoas?

  • Só processo, método e metas não funciona. É preciso ter turn-over (rotatividade) baixa de funcionários, para se manter o conhecimento tácito. Você pode até ter metas, técnicas e processos para se reduzir o turnover. Eu achei essa simples explicação muito boa, foi a primeira vez que vi alguém explicar como juntar processo com pessoas.
  • A sugestão dele, que vou procurar adotar é criar processos para acumular o conhecimento técnico. E treinamento com baixo turnover para aumentar e melhorar o conhecimento tácito, que é difícil de se aprender, de se ensinar, de se reter. Por isso as empresas com menor turnover tendem a melhores resultados.

Gostei muito da apresentação dele. É daquelas pessoas humildes, que sabem muito e não são metidas. E sabem tanto que conseguem explicar com clareza e simplicidade, tornando fácil o que é complexo. E me inspirou ainda mais a aplicar método e metas na empresa. Entender como excelentes pessoas são tão importantes quanto excelente método e padronização, e que os dois não são excludentes, mas complementares, me animou ainda mais a estudar e aplicar seus conceitos.

Link para comprar o livro dele, O Verdadeiro Poder. Recomendo, muito.

Participei do evento, como blogueiro convidado, uma gentileza da Adriana Salles Gomes, editora da revista da HSM, que conheci pelo twitter e pessoalmente lá no evento. Excelente pessoa e profissional, fiquei impressionado com seu conhecimento, experiência, simpatia e postura. Conhecer e conversar com pessoas inteligentes é uma das coisas que mais gosto de fazer.

Read Full Post »

Eu cada vez mais uso técnicas como essa (sem esse refinamento e qualidade, é claro), para anotar minhas ideias. Tem funcionado bem demais.

Read Full Post »

Achei um blog interessante hoje a noite, com o nome “Good life Zen“. Um dos posts que li, dá dicas de como criar novos hábitos, sem disciplina. Esse sempre foi um dos meus maiores problemas, em especial em relação a gestão do tempo.

Veja as 10 dicas. Gostei de todas e acho que complementa muito bem o post sobre trabalhar com alta eficiência, que estou colocando em prática essa semana.

  1. Perceba que esse novo hábito tem valor, para você
  2. Torne sua meta tangível, objetiva
  3. Marque uma data, fica mais fácil acompanhar e saber se está indo bem, ou não
  4. Desenha e estabeleça um ritual
  5. Nesse ritual, use todos os sentidos (música, bebida como chá ou café, etc)
  6. Fale para você mesmo, você pode se convencer pela sua voz
  7. Estude e entenda mais sobre o que deseja se tornar
  8. Encontre parceiros. Como nos esportes, sempre é mais fácil praticar, quando você tem um grupo
  9. Anote e visualize seu progresso diariamente
  10. Escreva um diário, um log do seu progresso

Achei muito interessante e acho que vai me ajudar a ser mais produtivo. Essa semana já tem sido muito melhor.

Escrevendo aqui, me lembrei do livro do Christian Brabosa, onde ele fala de duas coisas muito interessantes.

Primeiro são as metas SMART (específica, mensurável, alcançável, relevante e temporal). E a outra é a operação “shut down”, onde ele conta como se prepara para entrar em estado de profunda concentração, e produtividade.

Aproveite a vida!

Read Full Post »

O e-mail é o meu maior vilão da produtividade pessoal, gasto uma grande parte do meu tempo lendo, escrevendo e respondendo emails. Aproveitei a leitura de dois posts sobre o assunto, para resumir as dicas que mais gosto.

Do Christian Barbosa, em “As 3 leis do E-mail:

  • Crie regras para emails que são informativos, mas não requerem ação. Deixe os que requerem ação na caixa de entrada.
  • Caixa de entrada é lista de prioridades.
  • Tudo que vai, pode voltar. Quanto mais emails você envia, mais recebe. Não copie todo mundo na sua mensagem. Mande apenas o necessário, e apenas para quem precisa mesmo receber.

Do Productivity 501:

  • Escreva pensando em quem vai receber. A pessoa tem o conhecimento necessário? O que é preciso explicar e o que já é óbvio?
  • Inclua as informações necessárias. Você pode mandar um email curto, mas com alguns lembretes no final do email, que ajuda a pessoa a te responder melhor. A pior coisa é a pessoa responder perguntando mais, sem ter entendido. Nesse vai e vem, você não produz.
  • Antecipe as perguntas. Pense, antes de mandar, nas opções e dúvidas que quem ler seu email vai ter. Se você puder já indicar ações e caminhos que respondam a essas dúvidas, você economizou uma ida e uma volta.
  • Seja breve. Escreva pouco. Emails longos raramente funcionam.

Read Full Post »

2154018689_d11593d86e_o1

Meu amigo Christian Barbosa escreveu um ótimo post sobre planejamento 2009. Vou seguir os conselhos dele.

Christian é o principal especialista brasileiro em gestão do tempo, que já exporta seus conhecimentos para outros países, inclusive os EUA (enquanto a maioria dos “especialistas” brasileiros só copia). Além disso, ele é um palestrante excepcional.

Leia abaixo o que mais gostei do post “Como planejar 2009“.

Sobre a crise

Em 2009 o cenário ainda está incerto, mas eu defendo que precisamos acreditar e não parar no meio do caminho, ou entraremos em um círculo vicioso perigoso. O próximo ano será “diferente”, se ele será fácil ou difícil dependerá muito de como você vai enfrentá-lo.

Minha sugestão é deixar o medo de lado e trazer o otimismo a tona. Por aqui vou fazer minha parte. No plano estratégico da Triad, vamos aumentar nossa equipe, investir em novos mercados, mídias e no lançamento de novos produtos. Eu prefiro definir o que quero a aceitar o que vier, e ao longo do trajeto vou afinando as rotas para chegar sem turbulência.

Como planejar 2009, na prática

Reserve uma hora e faça um planejamento do seu ano:

1- Revise o Que é Importante para Você – Ano que vem você precisará de mais foco para não perca tempo a toa. Para isso você deve ter clareza e responder: Que atividades eu devo focar em 2009 e quais eu devo abortar?

Faça uma lista de “FOCO” e outra de “STOPs”, depois de concluída faça uma lista de prioridades por ordem de importância. Olhe para os 5 primeiros itens da lista e detalhe um plano de ação na sua agenda para cada um deles.

2- Escreva 1-2 metas – Não adianta fazer muitos planos, o melhor é focar em poucos objetivos ao longo do ano, mas que sejam relevantes e viáveis.

3- Crie pontos de controle – A cada bimestre, agende uma reunião de 1h com você mesmo para revisar seus planos, suas metas, seus “FOCOs” e “STOPs”.

4- Compartilhe seus objetivos com alguém de confiança.

5- Coloque você no seu ano.

Leia na íntegra, e acompanhe o blog dele.

Read Full Post »

Há algumas semanas dei uma entrevista por email para um repórter do jornal O Globo do RJ. A reportagem saiu há dois domingos no caderno Boa Chance. Como escrevi muito mais coisas do que saiu na matéria. E como não consigo acessar a matéria online, resolvi publicar aqui as respostas enviadas.

Entrevista ao jornal O Globo

Há quase quatro anos, li o livro do Christian Barbosa, que me ajudou muito. Meu dia-a-dia é 70% do tempo no escritório, trabalhando com computador e telefone. Os outros 30% visitando clientes, viajando e fazendo palestras.

Já fui muito mal organizado. Melhorei muito na gestão do tempo. Mas ainda tenho muito o que melhorar, minha mulher que o diga (sou casado há quase 4 anos e tenho um filho de 10 meses).

O que tem me ajudado:

– fazer o que gosta

Aprendi com a metodologia do Christian, que o primeiro ponto da estrela é a identidade. Se você não sabe onde quer chegar, dificilmente vai se realizar. O dia-a-dia e a correria vão te deixar ansioso. Gosto muito de ler, de me atualizar. Procuro fazer muito isso, o que me traz prazer, alegria. Por exemplo, estou usando cada vez mais áudiolivros, pois viajo muito de carro (na estrada e no trânsito) e gosto mais de ler (escutar) um bom livro, do que ouvir música.

– organizar a semana

Toda segunda tento organizar as principais tarefas da semana. Procuro não sobrecarregar a segunda.

– priorizar o dia, colocando no máximo 6 tarefas por dia

Me pergunto todo dia “o que vou entregar hoje”, ou seja, qual o produto final do meu dia. Muitas vezes, você faz muitas coisas, mas nao se sente realizado. 20% do seu tempo, quando bem aplicado, gera 80% do resultado, da satisfação. Dificilmente você vai fazer mais do que 2 grandes coisas em um dia, mesmo que responda 200 emails.

– reavaliar meu trabalho, visando aumentar o que tenho prazer, diminuir o que sinto ser apenas um dever

Tento reinventar meu trabalho. Por exemplo, como posso tornar a tarefa de preparar propostas mais agradáveis? Minha saída foi mudar o jeito de fazer. Tarefa igual, jeito diferente. Satisfação muito maior. Agora encaro cada proposta como uma peça única, diferente, exclusiva. Visualizo o objetivo final que é satisfazer o cliente, fazer com que meu produto ou gere real valor para o cliente, ou resolva um problema real dele.

– não perder tempo

Menos MSN, menos sites sociais, menos reuniões. Me pergunto: estou ocupado ou produtivo? O cansaço vem quando você se ocupa, mas não produz.

– evitar interrupções

Evite o telefone e principalmente o MSN.

– informação sob-demanda

Quase não assisto TV, prefiro opções que me permitem escolher quando começar, parar, terminar (ex. internet, DVD, livros, jornal, etc).

– não é fácil

É normal, mesmo depois de muito tentar, se sentir cansado, as vezes frustrado. Mas sempre acredito que é possível fazer mais, realizar mais. Não em quantidade, mas em qualidade.

– referências:

Christian Barbosa, David Allen, Tim Ferris e Seth Godin.

Fim da entrevista.

O Christian foi quem me indicou para a entrevista. Muito obrigado!

Read Full Post »

Older Posts »